MapfaraMapfaraMapfaraMapfara
Mapfara
1979 - Maputo, Moçambique

Descrição

Mapfara esculpe a sonhar, talvez desde que nasceu: no ano de 1979, e em Maputo. As suas esculturas são mundos, em que os seres fantásticos estão habitados por inúmeras outras entidades patentes nos rostos que se distribuem e agrupam nas obras. Por tal, elas olham-nos duplamente: primeiro, porque as obras de arte olham-nos por natureza; segundo, porque para lá do olhar constitutivo das obras de arte, as esculturas de Mapfara têm inúmeros olhos e bocas que, ora se fecham, ora murmuram ou sussurram, ora gritam, criando campos radioativos. Raramente é direto nas suas formas, ou seja, fazendo-as coincidir com o que realmente podemos ver, mas também pode acontecer.

 

Mapfara apresenta o exterior – através dos elementos que podemos realmente identificar como visíveis, como fazendo parte da realidade visível; e o interior – no delírio das formas a ser conivente com monstros, entidades supranaturais, figuras metamórficas, peixes que lembram cardos, as flores que nascem no ar, ou pés que saem das cabeças. Onírico, fantástico, de princípio surrealizante, Mapfara trabalha o barro como se fosse um verdadeiro encantador de serpentes. E as serpentes, para Mapfara e na sua mensagem essencial, valem tanto como um rosto humano.

Obras

Seres Semelhantes
Seres Semelhantes
14 agosto 2021
Galeria Manoeuvre Matosinhos

2018, Maputo

barro com engobe 48,5 x 59 x 34,5 cm

Neste exemplo ilustre da solidificação da sua iconografia pessoal, Mapfara apresenta-nos uma alegoria cerâmica sobre a superficialidade da distinção entre Homem e Animal. Se a perspetiva antropocentrista nos coloca numa posição de mera partilha do universo com o Animal, Mapfara relembra-nos que esta divisão é uma construção errónea: somos todos criaturas de um mesmo molde e devemos aprender com todos os semelhantes.

De Olhares Atentos
De Olhares Atentos
8 abril 2023
5ª Bienal Internacional Arte Gaia

2021, Maputo

barro com engobe, com aplicações metálicas 37 x 47 x 33 cm

O escultor Mapfara denota um respeito total pela comunidade, por um lado, e pelo reino animal dito não racional, por outro. Nesta ocasião “De Olhares Atentos”, tanto podemos reverenciar por si só a sabedoria dos elefantes, que agem em uníssono, como concebê-los enquanto matriz de inspiração para nós, humanos.

Loading

Biografia

1979 – Maputo, Moçambique

Artista Plástico – Escultura Cerâmica

 

António Horácio Sitoe, mais conhecido por Mapfara, desde cedo se apaixona pelo mundo das artes, descobrindo os seus talentos numa dança de sua autoria, que fazia furor entre aqueles que paravam para o ver atuar. Este movimento artístico também lhe deu um novo nível de sustento financeiro num país com condições precárias.

 

No entanto, a sua verdadeira caminhada no panorama artístico, começa através da Associação ACHU-FRE (Associação Cultural Hulene em Frente), em 1999, nos arredores de Maputo, quando descobre o apoio para alavancar e dar asas ao desenvolvimento da sua criatividade estética. É também nessa associação que aprende a fazer obras em cerâmica, desenvolvendo um estilo e técnica próprios, assente nas influências da arte cerâmica tradicional e moderna moçambicana, tornando-se assim um artista autodidata.

 

Mapfara, torna-se um ícone e deixa a sua marca na cultura moçambicana quando, entre outras inúmeras distinções, arrecadou o primeiro prémio na categoria de escultura do Commonwealth Arts and Crafts Awards (Austrália – 2007/2008), e do Prémio Revelação, pela Fundação Alberto Chissano.



EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS (selecionadas)

  • 2023 – Os Dedos na Lua e a Cabeça na Terra, Galeria Manoeuvre, Portugal

  • 2023 – Humanimalidade, Centro Cultural Franco-Moçambicano, Maputo, Moçambique

 

WORKSHOPS

  • 2023 – Maratona Artística, 5ª Bienal Internacional Arte Gaia, Lever – Vila Nova de Gaia, Portugal

  • 2022 – Residência Artística Momentum Moçambique, Matosinhos, Portugal

  • 2018 – Tchalata e Amigos, Escola Italiana, Maputo, Moçambique

  • 2015 – A Ceia, Núcleo de Arte, Maputo, Moçambique

  • 2010 – Mozambique Fashion Week, Maputo, Moçambique

  • 2009 – Mozambique Fashion Week, Maputo, Moçambique

  • 2008 – Early Learning Centre e Boorai – The Children Art Gallery, Universidade de Melbourne, Austrália | Mozambique Triangle Workshop, O Pensador, Museu Nacional de Arte Maputo, Moçambique | Semana Cultural Moçambique/Portugal, Maputo, Moçambique | Expo Zaragoza, Espanha

  • 2004 – Círculo de Interesse, ACHUFRE, Maputo, Moçambique | Arte na Paisagem, Boane, Moçambique

  • 2003 – Círculo de Interesse, ACHUFRE, Maputo, Moçambique

  • 2002 – Workshop com artistas holandeses, com Justia Heidkoop em destaque, Cabeças de Moçambique, Centro Cultural Franco-Moçambicano, Maputo, Moçambique

  • 2001 – Pintura Coletiva de Murais, projecto Psi/Jeito, Moçambique

 

EXPOSIÇÕES COLECTIVAS (selecionadas)

  • 2023 – 5ª Bienal Internacional Arte Gaia, Portugal

  • 2022 – Expo Dubai, Pavilhão de Moçambique, Dubai | Resiliência, Fundação Fernando Leite Couto, Maputo, Moçambique | Momentum Moçambique, Galeria Manoeuvre, Portugal | Manimalia, Galeria Manoeuvre, Portugal

  • 2021 – Três Dimensões: Percursos, Densidades e Possibilidades, Centro Cultural Brasil-Moçambique e Centro Cultural Franco Moçambicano, Maputo, Moçambique

  • 2019 – Associação Kulungwana, Maputo, Moçambique

  • 2018 – Reino da Costa raízes, Núcleo de Arte, Maputo, Moçambique | Emoções in-Corporadas, Perve Galeria, Lisboa, Portugal

  • 2017 – Ceramicando, Fundação Fernando Leite Couto, Maputo, Moçambique

  • 2016 – Coleção Crescente, Associação Kulungwana, Maputo, Moçambique | Batalha de Mulher, Mediateca do BCI, Maputo, Moçambique

  • 2015 – XIII Bienal TDM - Artes Plásticas, Contemporâneas - Possibilidades e contribuições, Museu Nacional de Arte Maputo, Moçambique | Coleção Crescente, Associação Kulungwana, Maputo, Moçambique

  • 2014 – Coleção Crescente, Associação Kulungwana, Maputo, Moçambique

  • 2013 – VII Bienal Caminhos, Museu Nacional de Arte Maputo, Moçambique

  • 2012 – Encontro e Desencontro, Mediateca do BCI, Maputo, Moçambique

  • 2011 – Escala do Tempo, Mediateca BCI, Maputo, Moçambique | Escultura e Cerâmica, Consulado de Portugal, Maputo, Moçambique | XI Bienal TDM, Museu Nacional de Arte Maputo, Moçambique

  • 2010 – Belas Artes, 35º aniversário do Banco de Moçambique, Maputo, Moçambique | A Vitalidade da Arte Moçambicana, Embaixada dos Estados Unidos da América, Maputo, Moçambique | FootArt - Odeio o Futebol ou Adoro o Futebol, Centro Cultural Franco Moçambicano, Maputo, Moçambique | 4 ideias outros olhares, Núcleo de Arte Maputo, Moçambique | Terras de África, Escola Francesa, Maputo, Moçambique

  • 2009 – Bienal TDM, Made in Mozambique, Ho Gan Gallery, Melbourne, Austrália | Encontro de Ateliers, Associação Moçambicana de Fotografia, Maputo, Moçambique

  • 2008 – Pelas vítimas das cheias, Núcleo de Arte, Maputo, Moçambique

  • 2007 – Escultura Cerâmica 10 Artistas - Várias Possibilidades, Museu Nacional de Arte (MUSART), Maputo, Moçambique | Caminhos Convergentes, 10º aniversário BCI, Maputo, Moçambique | De Corpo e Alma, com o pintor Nathan, Centro Cultural Franco Moçambicano, Maputo, Moçambique

  • 2006 – III Bienal CPLP, Maputo, Moçambique | Exposição Anual MUSART, Maputo, Moçambique

  • 2005 – 1ª Coletiva ACHUFRE, Centro Cultural Franco Moçambicano | VIII Bienal TDM, Maputo, Moçambique

  • 2002 – Cabeças de Moçambique, Cultural Franco Moçambicano, Maputo, Moçambique | Faculdade de Medicina da Universidade Eduardo Mondlane, Maputo, Moçambique

  • 2000 – Novas Dimensões, Centro Cultural Franco Moçambicano, Maputo, Moçambique



PRÉMIOS e DISTINÇÕES

  • 2010 – Terceiro lugar "Concurso FootArte" com o tema - Odeio o Futebol ou Adoro o Futebol, Centro Cultural Franco Moçambicano, Maputo, Moçambique

  • 2009 – Menção Honrosa na Bienal TDM Museu Nacional de Arte, Maputo, Moçambique

  • 2007 – Primeiro Prémio na categoria de escultura do Commonwealth Arts and Crafts Award 2007/2008 da Fundação Commonwealth, Austrália

  • 2005 – Menção Honrosa "Concurso Descoberta" no C.E.B., Moçambique

  • 2004 – Prémio Revelação Fundação Alberto Chissano, Moçambique

Vídeo

Ecossistema Artístico - Mapfara - Maputo, outubro 2021

Entrevista

30 abril 2023
Entrevista a Mapfara, no Spotlight do Artista - 5ª Bienal Internacional Arte Gaia

Voltar ao início

Mapfara
Seres Semelhantes
Seres Semelhantes

2018, Maputo

barro com engobe 48,5 x 59 x 34,5 cm

manoeuvre.pt desenvolvido por Bondhabits. Agência de marketing digital e desenvolvimento de websites e desenvolvimento de apps mobile