Alberto ChissanoAlberto ChissanoAlberto ChissanoAlberto Chissano
Alberto Chissano
1935 - 1994 - Moçambique

Descrição

Alberto Chissano nasceu a 25 de janeiro de 1935 em Chicavane-Manjacaze, província de Gaza, no sul de Moçambique, e colocou termo à vida a 19 de fevereiro de 1994, em Matola, Moçambique. Um mês antes da sua morte inaugurou-se na Rua Torre do Vale, situada no bairro Sial – município de Matola, arredores de Maputo, junto à casa onde também viveu, o Museu Galeria Alberto Chissano, no qual permanece um significativo núcleo de esculturas da sua autoria, bem como pinturas de artistas, tanto moçambicanos, como de outras nacionalidades. Perdeu o pai na ocasião do seu nascimento que, no entanto, vaticinou a Alberto que seria “o mais esperto”, ao que o escultor compreenderia, mais tarde, que essa sabedoria estava nas suas “mãos”. Foi pastor de gado durante parte da sua infância, supõe-se que uma avó o introduziu nas artes da feitiçaria, e depois, em Maputo, aprendiz de alfaiate, cozinheiro, trabalhou em minas da África do Sul, foi militar já regressado a Moçambique, e, em dado momento da sua vida deambulante, recebe um convite de Júlio Navarro para ingressar no Núcleo de Arte de Lourenço Marques, enquanto servente. Como deixou testemunhado, no Núcleo de Arte viu os quadros de José Júlio e de Malangatana e ficou espantado; os artistas desafiavam-no para criar, e Malangatana foi mesmo determinante no impulso que lhe deu para iniciar-se enquanto escultor. Trabalharia, entretanto, na Direcção de Faróis como ajudante de pintor, bem assim no Museu Álvaro de Castro, aqui como ajudante de taxidermista. Deu privilégio à madeira porque se sentiu convocado: além de um seu avô ter trabalhado a madeira, considerava esta matéria-prima como especificamente associada à identidade africana.


Alberto Chissano, o homem-escultor que afirmou não trabalhar para si, mas para o Povo, e que não gostava de mentir, reconheceu que sempre se fez acompanhar na sua vida por certa tristeza, por uma melancolia. Preocupado no percurso que estabeleceu na arte, e que começou já perto dos 30 anos, com a compreensão da arte pelo Povo, o que fazia radicar no sentimento e repudiando a categoria de negócio, Alberto Chissano apontava amiúde os pescoços das suas esculturas para o alto porque, como disse tão delicada e sensivelmente, seria necessário “procurar lá em cima”.

Obras

Amor de Mãe
Amor de Mãe
8 abril 2023
5ª Bienal Internacional Arte Gaia

1989, Maputo

madeira de sândalo

sem título
sem título
8 abril 2023
5ª Bienal Internacional Arte Gaia

1977, Maputo

madeira de umbila

Loading

Biografia

1935 - 1994 – Moçambique

Artista Plástico – Escultura



EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

  • 1964 – 1ª Exposição, Maputo, Moçambique

 

EXPOSIÇÕES COLECTIVAS

  • 2023 – 5ª Bienal Internacional Arte Gaia, Portugal

  • 2022 – Momentum Moçambique, Galeria Manoeuvre, Portugal

  • 1992 – Expo’92, Sevilha, Espanha

  • 1990 – Cooperativa Árvore, Porto, Portugal | Maputo, Moçambique

  • 1987 – Malangatana & Chissano, Ankara, Turquía

  • 1986 – Segunda Bienal de la Habana ‘86, Havana, Cuba

  • 1985 – Palácio Barberini, Roma, Itália

  • 1984 – Malangatana & Chissano, Indian Council for Cultural Relations, Nova Deli, Índia

  • 1983 – Lisboa e Porto, Portugal

  • 1981 – Berlim, Alemanha | Sófia, Bulgária | Moscovo, antiga União Soviética – atual Rússia | Luanda, Angola | Simpósio Internacional de Escultura em Belgrado, antiga Jugoslávia – atual Sérvia | Exposição de Escultura em Mármore no ARCO – Centro de Arte e Comunicação Visual, Lisboa, Portugal

  • 1980 – Inauguração do Museu Nacional de Arte – Maputo, Moçambique

  • 1975 – Moçambique | Nigéria

  • 1972 – Sociedade Nacional de Belas Artes – Lisboa, Portugal

  • 1971 – Munique, Alemanha | Mónaco

  • 1968 – Londres, Inglaterra

 

PRÉMIOS e DISTINÇÕES

  • 1986 – Primeiro Prémio na Segunda Bienal de la Habana ‘86, Havana, Cuba

  • 1981 – Primeiro e Segundo Prémio no Simpósio Internacional de Esculturas em Belgrado, antiga Jugoslávia – atual Sérvia

  • 1969 – Bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal

  • 1967 – Segundo Prémio, na categoria Arte Africana “Concurso Internacional em Washington”, EUA

  • 1966 – Primeiro Prémio “Town Hall” - Câmara Municipal de Lourenço Marques, atual Maputo, Moçambique

Voltar ao início

Alberto Chissano
Amor de Mãe
Amor de Mãe

1989, Maputo

madeira de sândalo

manoeuvre.pt desenvolvido por Bondhabits. Agência de marketing digital e desenvolvimento de websites e desenvolvimento de apps mobile